Futsal Veteranos 2019
De 30 de setembro a 13 de novembro de 2019

Regulamento

 

 

ESTADO DE SANTA CATARINA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NAVEGANTES
FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES

CNPJ: 04.238.015/0001-43

 

 

 

CAMPEONATO DE FUTSAL 2019

 

R E G U L A M E N TO GERAL

 

DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

 

Art. 1º - Este regulamento é o conjunto das disposições que regem o Campeonato de Futsal, sem qualquer vínculo com entidades diretivas do desporto Estadual e Nacional, obrigando a sua obediência a todos os participantes nesta competição.

 

Art. 2º - A organização do Campeonato de Futsal e as disposições pertinentes a sua realização são normatizadas por este Regulamento Geral a que ficam submetidas todas as pessoas físicas ou jurídicas que forem diretas ou indiretamente subordinadas ao sistema esportivo municipal, bem como os órgãos e entidades do desporto de Navegantes.

 

Art. 3º - Todas as entidades gerenciadoras do desporto municipal estarão em condições de participar do campeonato de Futsal, desde que devidamente inscrita e atendendo as exigências para a sua inscrição.

 

Art. 4º - É de competência do Superintende da FME ou Responsável Designado pelo Prefeito Municipal através de Portaria, a coordenação do Campeonato de Futsal.

 

Art. 5º - A interpretação deste Regulamento Geral e seu fiel cumprimento ficarão sob a responsabilidade do Superintendente da FME e da Comissão Disciplinar.

 

FINALIDADES

 

Art. 6º - O Campeonato de Futsal é uma promoção da Prefeitura Municipal de Navegantes, através da Fundação Municipal de Esportes.

 

Art. 7º - O Campeonato de Futsal tem como finalidade desenvolver o intercambio esportivo entre as entidades esportivas de Navegantes e região; proporcionar boas relações entre dirigentes, técnicos e atletas; estabelecer uma união segura entre desportistas e o Poder Público Municipal; exaltar a pratica esportiva como instrumento imprescindível para a formação da personalidade; incentivar o surgimento de novos valores no panorama desportivo municipal, estadual e nacional; além de proporcionar bons espetáculos esportivos, confraternização e integração entre as equipes que disputam o campeonato.

 

                

Do Uniforme

 

Art. 8º - As Equipes terão que estar devidamente uniformizadas (camisas, calções e meias), onde os uniformes terão que ser idênticos, sendo que somente o goleiro poderá se apresentar diferente dos demais, tanto os shorts, quanto os meiões terão que ser das cores padrão (idênticos), onde os detalhes, tais como marcas esportivas e pequenas listras serão permitidas. No caso de Calça de Agasalho, está não poderá portar Zíper para a própria segurança do goleiro. O Uso de Tênis (Que as equipes orientem seus atletas para uso de Sola Branca ou Crua, o de sola preta que esteja danificando o piso da quadra, o árbitro pedirá que troque durante a partida para que o jogador possa continuar na partida). O uso de Caneleira será obrigatório.

                

Parágrafo único: A arbitragem estará verificando a exigência dos uniformes, e caberá a ela dar condições de jogo ou não.

               * Se durante uma partida as equipes coincidiram cores das camisetas a FME providenciará coletes e a equipe que estiver à esquerda da súmula irá utilizar durante a partida.

 

Art. 9º - Os membros da Comissão Técnica podem permanecer no banco de reservas usando bermudas, shorts ou agasalhos, desde que sejam uniformes do clube. Não será permitido uso de camisas sem mangas, sandálias ou chinelos.

             

Art. 10º - A numeração deverá constar nas camisas (costas), sendo que não serão aceitas numerações em cores diferentes ou com esparadrapo. A camisa do goleiro, na ausência de outra, poderá ser reaproveitada na substituição.

 

Art. 11º - Os goleiros linha de ambas as equipes, deverão usar camisas de cores iguais, ao do goleiro principal, desde que não coincida com as cores dos atletas de linha, não podendo ser coletes, ser furados ou numerados com esparadrapo, ou outro elemento improvisado qualquer, devendo seu número ser coincidente com o número que consta em sumula e utilizado pelo atleta durante o jogo.

 

Das Condições de Jogo

 

Art. 12º - Somente ao árbitro, caberá transferir a partida em caso de queda de energia elétrica, falta de garantia e outros possíveis incidentes, porém tudo isto só poderá ser feito no horário previsto para os jogos, para tanto as Equipes deverão estar presentes no local dos jogos.

 

Parágrafo Único: Mínimo de 03 atletas para iniciar a partida.

 

Art. 13º - Em caso de queda de energia durante o transcorrer do jogo, cabe ao árbitro aguardar (30) trinta minutos cronometrados pela mesa, caso não retorne a energia, o jogo será dado por encerrado e o resultado somente será mantido, se houver 2/3 (dois terços) do tempo de jogo já realizados. Caso contrário será marcado em nova data, um novo jogo (0 x 0).

 

Art. 14º - Não serão permitidos, no interior do Ginásio, a utilização de buzinas, instrumentos de percussão, baterias, canetas laser e afins, ou quaisquer outros objetos ou artefatos que produzam som ou ruídos e que venham a dificultar ou perturbar o bom andamento dos jogos. Nestes casos a arbitragem estará paralisando as partidas e pedindo para que os torcedores parem com o uso incontrolável destes objetos.

 

Art. 15º - A arbitragem ficará a cargo da Comissão Organizadora, caso não compareça, a mesa poderá indicar outro árbitro ou transferir a partida.

 

Art. 16º - Em caso de transferência de jogos, a Comissão Organizadora, determinará nova data e horário.

 

Art. 17º - O Atleta que estiver relacionado por duas ou mais equipes, não será lançado na súmula.          A obrigação da opção de atuar em uma só equipe será do próprio atleta ou seu representante que deverá vir até a sede da Fundação de Esportes para regularizará sua inscrição.

 

Parágrafo Primeiro – Nas Categorias da 01ª 2ª e 3ª Divisão o atleta poderá jogar somente em uma divisão. O atleta da Categoria Sub 17 poderá atuar na Categoria Novos. O mesmo é sabedor que se for punido em uma das categorias terá que cumprir sua punição na categoria que ocorreu a infração, não podendo jogar nas demais categorias. Essa punição será também aplicada aos Técnicos e membros da Comissão Técnica.

 

Parágrafo Segundo – Os atletas menores de 18 anos só poderão participar do Campeonato mediante apresentação de autorização assinada pelos pais ou responsáveis.

 

Art. 18º - Serão comunicados aos representantes, os atletas que por ventura estiverem indiciados ou citados em súmula, para que num prazo de 24 horas apresente a defesa por escrito.

 

Art. 19º - Toda a equipe ou todo responsável pela mesma, deverá controlar os cartões que o atleta seu receber, pois a mesa ou a Organização não tem a obrigação de alertar a quem quer que seja, porém, a Comissão punirá a equipe que colocar atleta sem condições de jogo, punindo o atleta em 06 jogos e equipe perderá 06 pontos na competição.

                 O mesário se reserva no direito de proibir atletas assinarem a súmula sem condições de jogo e sem um documento obrigatório.

 

Art. 20º - A equipe para efeito de confirmação na competição será aberta para qualquer atleta devidamente relacionado com nome completo, Nº de Identidade, CPF, Título de Eleitor, Comprovante de Residência e data de nascimento. A equipe utilizará um número total de 15 atletas. Se no ato da inscrição esse número não estiver completo, as equipes terão direito a incluir e substituir atletas que estiveram ausentes até a 2ª partida.

·         Não serão incluídos atletas na mesa, tudo terá que ser feito através do site fmenavegantes.sc.gov.br

 

                 Para o atleta ter direito a atuar na partida é obrigatória a presença de um dos documentos originais com foto ( RG / CARTEIRA DE MOTORISTA / PASSAPORTE / CARTEIRA DE TRABALHO/CREF/CARTEIRA DE ATLETA ).

                  Não será permitido aos jogadores atuarem na partida sem o documento exigido.   

 

Art. 21º - Qualquer atleta, relacionado em sumula, poderá se incorporar ao banco de reservas, até o fim do jogo.      

 

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS DISCIPLINARES  

 

 

Art.º 22 – A comissão Disciplinar e organizadora do Campeonato será composta por representantes da FME.

Paragrafo Primeiro: todo ato de expulsão, será avaliado pela Comissão do Campeonato, onde em todas as partidas estará presente fazendo relatórios, os casos mais graves serão levados ao Colegiado da AMFRI para julgamento baseado no Regulamento Disciplinar Regional.

Paragrafo Segundo: O atleta que for punido por mais de seis meses, ficará suspenso em toda a Região da AMFRI, não podendo jogar em nenhum campeonato organizado pelas Fundações ou Secretarias de Esportes das cidades que compõem o Colegiado da AMFRI.

 

Art. 23º - Somente os árbitros redigirão a súmula, com auxílio do mesário, relatando possíveis acontecimentos. Como também poderão ser anexados relatórios de mesários e membros da FME designados durante a competição.

 

Art. 24º - A redação da súmula deverá ser a mais descritiva e pormenorizada possível, caracterizando a agressão ou apenas tentativa de agressão e ainda qual o tipo de ofensa que for proferida.             Os relatórios das partidas poderão ser preenchidos após a realização das mesmas.

 

Art. 25º - A equipe que não comparecer ao jogo determinado pela tabela, será automaticamente eliminado da competição, salvo os atletas que comparecerem, mesmo não uniformizados assinará a súmula. Esta equipe ou estes atletas que não compareceram, ficarão suspensos um (01) ano de todas as atividades da Fundação Municipal de Esportes. Os atletas punidos terão um prazo de 30 dias para justificar a sua ausência.

                A equipe que permitiu que o atleta jogasse com identidade trocada, ficará igualmente incursa neste artigo.

 

Art. 26º - A caracterização de tentativa de suborno ao árbitro por parte de atletas ou dirigentes, levará ao implicado a pena de eliminação do campeonato.

 

Art. 27º - Todo atleta, técnico ou dirigente devidamente inscrito, que fora das quatro linhas, uniformizado ou não, ofender a arbitragem ou membros da Comissão Organizadora, deverá ser incurso pelo árbitro, mesário ou membros da Comissão.

 

Art. 28º - Com referência ao art. acima, se o atleta cometer à reincidência, mesmo suspenso, a pena será dobrada.

 

Paragrafo Primeiro – A Comissão Disciplinar poderá utilizar de imagens e depoimentos de terceiros para realizar seus julgamentos.

 

Paragrafo Segundo – A Comissão Disciplinar terá poderes de advertir, julgar e penalizar árbitros, mesários e apontadores durante o campeonato baseado no CBJD.

 

DOS CARTÕES

 

Art. 29º - Será utilizado o cartão vermelho que afastará automaticamente o atleta da competição e ainda do jogo seguinte e dependendo do motivo será enquadrado nos artigos respectivos.

              

Art. 30º - Será utilizado o cartão amarelo como advertência. (02) dois cartões amarelos, suspensão de (01) um jogo.

 

Paragrafo Primeiro: Os cartões serão zerados somente no final da primeira fase.        

 

Art. 31º - Os casos omissos deste regulamento serão apurados e analisados pela Comissão Organizadora do Campeonato, cabendo a esta comissão a decisão para possíveis julgamentos.

 

Art. 32º - Será adotado além deste regulamento, o regulamento Disciplinar Regional da AMFRI onde a Comissão Disciplinar do Campeonato utilizará como base para aplicar as possíveis penas aos jogadores e comissão técnica.

 

Art. 33º – Na abertura do Campeonato é obrigatória a participação de no mínimo                      02 representantes de cada equipe, com a camiseta. Na ausência dos representantes a equipe perderá um ponto na soma da classificação dentro do grupo na 1ª fase.

 

 

 

ESTADO DE SANTA CATARINA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NAVEGANTES
FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES

CNPJ: 04.238.015/0001-43

 

 

 

CAMPEONATO DE FUTSAL 2019

 

Regulamento Técnico.

 

SISTEMA DE DISPUTA

 

Art. 1º - O campeonato terá a participação de 16 (dezesseis) equipes nas 01ª, 02ª e 03ª divisão, e (10) equipes no Sub 17, 12 equipes no Feminino, 06 equipes no másters e 12 equipes nos veteranos. Os jogos terão a duração de 02 tempos de 20 minutos com 05 minutos de intervalo, sendo que os 2 minutos finais de cada período serão cronometrados.

 

 

Primeira, Segunda e Terceira Divisão será de 04 Chaves de 04 equipes, classificando as 03 primeiras equipes de cada chave, sendo que o 1º colocado da Chave avança para as Quartas de Finais, já os 2º e 3º colocados de cada Chave disputam jogos eliminatórios para enfrentar as equipes que avançaram.   Nas Quartas de Finais serão 04 jogos eliminatórios, os vencedores avançam para as Semifinais, sendo que os vencedores das Semifinais farão o jogo Final e os perdedores jogam a disputa de terceiro lugar.

Nos Jogos Eliminatórios e nas Quartas de Finais as equipes com melhor desempenho na 1ª Fase jogam pela vantagem do empate. Nas Semifinais e Finais não existe vantagem, persistindo o empate será decidido o vencedor nas disputas de Pênaltis, sendo (03) três cobranças de tiro livre direto na marca da penalidade máxima para cada equipe de forma alternada, que deverão ser cobradas por 03 (três) jogadores diferentes, constante na sumula da partida que não tenham sido expulsos. Os goleiros podem ser trocados a qualquer momento durante as cobranças, desde que haja comunicação aos árbitros. Persistindo o empate, serão cobradas penalidades máximas de forma alternada até o momento em que uma das equipes, executando o mesmo número de cobrança, obtenha a vantagem de um gol a mais que a outra. Essas cobranças adicionais deverão ser executadas pelos jogadores que ainda não tenham executado qualquer cobrança. Somente será permitida a repetição de batedor quando todos da equipe tiverem executado o ciclo de cobranças. 

 

SUB 17 será com 02 Chaves com 05 equipes, classificando as 03 primeiras equipes de cada chave, sendo que o 01º colocado avança direto para as semifinais, já os 02º e 03º de cada chave disputam jogos eliminatórios valendo vagas para as semifinais. Nas semifinais os vencedores das eliminatórias enfrentam os primeiros colocados das chaves A e B, onde os perdedores destes confrontos disputam o 03º e 04º e os vencedores fazem a grande final.

Nos Jogos Eliminatórios as equipes com melhor desempenho na 1ª Fase jogam pela vantagem do empate. Nas Semifinais e Finais não existe vantagem, persistindo o empate a disputa será nos pênaltis igual a Primeira, Segunda e Terceira Divisão.

 

Masters: Chave única com seis equipes, jogam todos contra todos, classificando as quatro primeiras equipes para as semifinais, nas semifinais o primeiro e segundo colocados jogam pelo resultado de empate, os vencedores das semifinais disputam a final já os perdedores fazem um jogo valendo o terceiro e quarto lugar, tanto na disputa de terceiro quanto na final, não existe vantagem do empate, se a partida terminar empatada a decisão será na disputa de pênaltis.

Feminino e Veteranos: Será disputado entre 12 equipes, divididas em três chaves com 04 equipes cada, classificando para as quartas de finais as duas primeiras de cada chave mais os dois melhores terceiros colocados entre as três chaves, nas quartas de finais os três primeiros colocados e mais o melhor segundo colocado jogam pelo resultado de empate. Nas semifinais e finais não existe vantagem do empate, se a partida terminar empatada a decisão será nos pênaltis.

 

Parágrafo primeiro – As equipes que terminarem a fase de grupo na última posição em sua chave caem para divisão inferior à que disputou esse ano, já os quatro primeiros colocados da Segunda Divisão e Terceira Divisão, sobem para a divisão superior que disputou no ano de 2019.  Permanecerão na      3ª divisão as 8 equipes classificadas de 5º ao 12º lugar e cairão 4 equipes para a seletiva de 2020.

 

Paragrafo segundo – O Campeonato de Futsal feminino será para atletas que residam em Navegantes, para isso no ato na inscrição a atleta deverá comprovar sua residência através do Título de Eleitor e Comprovante de residência de Navegantes. Na Categoria Masters será aceito 05 (cinco) atletas de fora do município. Toda a equipe que colocar atletas irregulares e ser for comprovada a fraude, a mesma poderá perder de 03 a 06 pontos na competição ou até mesmo ser eliminada.

 

Art. 2º - Os jogos terão o seu início conforme horário de tabela, tendo uma tolerância de 15 minutos para o primeiro jogo da noite. A equipe que não entrar em quadra no horário previsto, perderá os pontos e será incursa no art.17º.

 

* As regras do Campeonato serão de acordo com a CBFS, FCFS e o que dispor neste regulamento.

 

Art. 3º - DAS IDADES DE CADA CATEGORIA:

               SUB 17 – 2002, 2003, 2004, 2005 e 2006.

               NOVOS – até 2004.

   Veteranos – Nascidos até 1984.

   Masters – Nascidos até 1975.

 

DAS DISPOSIÇÕES PARA A CLASSIFICAÇÃO

 

Art. 4º - Para a classificação serão adotados os seguintes critérios para efeito de desempate:

               25.1 – Maior número de pontos, incluindo W0, se for o caso,

               25.2 – Maior número de vitórias, incluindo W0,

               25.3 – Confronto direto,

               25.4 – Maior saldo de gols,

   25.5 – Menor número de gols sofridos

   25.6 – Maior número de gols a favor,

               25.7 – Menor número de cartões vermelhos,

               25.8 – Menor número de cartões amarelos,

               25.9 – Sorteio.

 

Art. 5º - Acrescentando ao art. 05º, entre (03) três ou mais equipes empatadas, os critérios serão os mesmos acima transcritos, excluindo-se o confronto direto.

 

 

 

 



FME Navegantes
Endereço: Avenida Prefeito José Juvenal Mafra, 500 - Centro - Navegantes - SC
Telefone: (47) 3319-0379
E-mail: